sabor que sustenta

blog
16
abr

Cold brew – Você sabe o que está por trás dessa bebida?

Em nossa última postagem foi possível conhecer um pouco da história e uma das formas de preparo do cold brew. Dos vários métodos de preparo do café, o cold brew tem recebido bastante atenção ultimamente – em parte pela novidade nas cafeterias daqui, em parte pela curiosidade natural de todos os que querem experimentar o café de uma maneira diferente. E sabia que a venda da bebida nos EUA aumentou em mais de 450% entre 2015-2017, segundo a Roast Magazine??? Um sucesso!

Mas o que está por trás do cold brew?

Tentar entender a razão desse sucesso interessa a todos nós. E a gente deu sorte, pois em 2017 foram feitos vários trabalhos científicos sobre o cold brew. Eles analisaram os componentes da bebida por meio de uma técnica analítica muito precisa e utilizando equipamentos muito sofisticados (e muito caros!): a HPLC (High-performance liquid chromatography – Cromatografia líquida de alta eficiência). Em ciência o que não falta é nome complexo…

A HPLC é um método (cromatográfico) que separa uma mistura de compostos para identificar, quantificar ou purificar seus componentes individuais. Os trabalhos feitos olharam com cuidado a nossa querida cafeína (já tida como o principal combustível do mundo…) e os ácidos clorogênicos, uma família de compostos importantíssimos no café que dão aquele gostinho amargo, mas que é um antioxidante potente.

Comparando o cold brew com o espresso, o cold brew extrai mais cafeína e mais ácidos clorogênicos do que o processo usado para se preparar um expresso. Isso se dá pelas várias horas em que o café fica infusionado em água.

E que tal você preparar o seu cold brew hoje com um dos lotes do Café Pilotis? Veja nossa receita! Ah, e já podemos adiantar que a torra média permite a extração de mais cafeína do que a torra escura. Mãos às obras!

Deixe uma resposta